Depois da festa da Copa do Mundo, Eleições...

Meus amigos, cuidado... Muitos virão em pele de cordeiro. Aprendemos a votar. Pesquisem na internet, conversem com seus amigos, vizinhos, discutem, sobre as eleições! Só assim para conseguirmos mudar todos esse "candidatos" que estão voltando aí...


"A recente decisão do Tribunal Regional Eleitoral do Distrito Federal não afetará a minha disposição de concorrer e ganhar a eleição para o Governo do Distrito Federal no próximo dia 3 de outubro.  Já determinei aos meus advogados que recorram, imediatamente, ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE), e se necessário, ao Supremo Tribunal Federal (STF).

Renúncia não é condenação! Vontade própria não é autopunição!

As decisões contraditórias e divergentes sobre a aplicação da Lei 135/10 demonstram, de maneira inequívoca, a insegurança jurídica que vive o País nesse momento eleitoral – somente para exemplificar, o Tribunal Regional Eleitoral do Pará julgou, ontem, dois casos de políticos que renunciaram a seus mandatos e lhes deu o direito de disputar o pleito de outubro.

Confio na Justiça do meu País! Confio no julgamento jurídico dos tribunais superiores, isentos de interesses e de paixões eleitorais. Confio, também, no julgamento político da população do Distrito Federal e na certeza de que a maioria dela irá me reconduzir, pela quinta vez, ao Governo do Distrito Federal. Todas as pesquisas de institutos nacionais e locais de opinião pública me colocam na liderança, com expressiva vantagem sobre os demais candidatos. Agradeço a confiança que o povo me dá e conclamo, aos amigos e amigas, aos meus companheiros de jornada, sairmos às ruas, juntos, para mostrar a todos os nossos adversários que a vontade popular tem que ser respeitada. Que eleição se ganha nas urnas e não no tapetão!"







Tecnologia do Blogger.