UPAS de São Sebastião


Upas ainda não funcionam
No único serviço de emergência de São Sebastião, durante toda esta terça-feira, dia 25, não teve pediatra e havia apenas dois clínicos gerais. “Se a gente procura outro hospital, eles não querem atender porque tem centro de saúde aqui e eles falam que o povo de São Sebastião tem que ser atendido aqui e manda a gente voltar pra cá de novo. Quando chega aqui, a gente passa o dia inteiro e não consegue ser atendido porque demora demais, tem muita gente”, disse a doméstica Alderita Pereira. 

No centro de saúde, as crianças esperam horas pela consulta marcada. “A gente tem que tirar o dia só para trazer eles no pediatra”, contou uma mãe. Quando o médico falta, como hoje a espera se prolonga ainda mais. 

Enquanto isso, uma Unidade de Pronto Atendimento novinha está fechada há mais de três meses. A Unidade vai atender emergências, incluindo ortopedia e terá raios-X, ecografia e laboratórios para exames. “De que adianta fazer hospital, encher o DF de hospital se não tem médico, não adianta”, afirmou o aposentado Basílio Nascimento. 

Sem vigia, a cerca já foi pichada. Na outra UPA, do Recanto das Emas, foram pichadas as paredes. O secretário de Saúde, Joaquim Barros, disse que a Cruz Vermelha, que irá administrar as unidades, será responsável por contratar profissionais e comprar equipamentos. O dinheiro que será repassado à organização só agora foi liberado. 

“Uma vez assinado o contrato, a empresa passa a ter a responsabilidade inclusive sobre essa guarda patrimonial e, num prazo de sete semanas após a assinatura do contrato, ela vai colocar a UPA em funcionamento”, explicou o secretário. 

A Secretaria de Saúde informou que já enviou o contrato para o gabinete do governador, mas assessoria do governo disse que o documento não chegou lá.

Vejam a reportagem





Fonte: DFTV 2ª Edição
Tecnologia do Blogger.