Falta de sinalização causa acidentes de trânsito em São Sebastião

Na Rua da Ponte, moradores denunciam que os veículos não respeitam a velocidade. Por causa da falta de quebra-molas, uma loja teve a frente destruída por um carro.

Na Rua da Ponte, em São Sebastião, os veículos disputam espaço na pista estreita. Não há sinalização e os carros parecem não respeitar o limite de velocidade. Quem precisa passar pelo local, reclama. O instrutor de trânsito Marlon Alvino escreveu para a Redação Móvel reclamando da situação que os moradores têm enfrentando no local. “Antes existia uma placa de preferência, que foi derrubada a mais ou menos uns três anos. A área já era de conflito, mas ficou pior depois da retirada da placa. Deveria existir, alem da placa, uma faixa de retenção, para regular o fluxo de quem vem”, relata.

Para prejudicar ainda mais o fluxo de veículos, uma lombada que existia no local foi retirada. Dela, restou apenas a placa. Já que os carros sempre passam em alta velocidade. “Geralmente, a média de velocidade dos veículos, principalmente dos ônibus, é de 60 quilômetros por hora. Mas como se trata de uma via coletora, os veículos deveriam atingir, no máximo, 40 quilômetros por hora”, afirma o Marlon Alvino. “É perigoso, principalmente, pra gente que tem criança, os motoristas não respeitam nem isso. Precisamos de uma faixa de pedestre ou de alguma sinalização”, diz a cozinheira Fabiana Costa.

A comerciante Marísia Brito foi uma vítima da falta de sinalização na rua. A frente da loja dela foi atingida por um carro e ficou destruída. “O carro veio em alta velocidade e, por causa falta de quebra-molas, ele entrou no meu bazar e saiu na lojinha ao lado”, conta a comerciante. A administração de São Sebastião informou que já pediu à Novacap quebra-molas, que devem ser construídos até o fim de outubro. O Detran também vai sinalizar a via. A Redação Móvel marcou o dia 03 de novembro no calendário para conferir as mudanças.

Acompanhe a reportagem:




Kenzô Machida / Juarez Dornelles
Reportagem exibida no DFTV 1ª edição em 28/09/10
Tecnologia do Blogger.