A que se deve o salto de Marina Silva na corrida presidencial

Uma pitada de terrorismo evangélico misturado a uma porção farsas

Talvez você discorde bastante do rumo que irei levar essa postagem, mas achei realmente importante trazer o assunto a público, já que poucos blogs tocaram nesse ponto. Tinha planos de fazer esta postagem somente depois das eleições para evitar que me acusassem de estar favorecendo A ou B, mas as eleições foram para o segundo turno, e o ponto principal do fato já não se encontra em jogo.

Se você acompanha o mínimo de política, já percebeu que Marina Silva foi chave importante nessas eleições presidenciais e tem claramente o poder de decidir o vencedor. Digo isso porque Dilma teria a plena possibilidade de ganhar as eleições no primeiro turno, mas importantes pontos foram “transferidos” para Marina, impulsionando assim a candidata em momentos finais da corrida presidencial e forçando um segundo turno entre Dilma e Serra. Mas pensando melhor, a que se atribuiu esse desempenho? Não é de se negar que Marina Silva foi de longe a candidata mais coerente, firme e clara em sua campanha presidencial o que de fato foi determinante para o sucesso, mas também não podemos esquecer dos evangélicos. Esses sim tiveram um papel importantíssimo no arranque de Marina Silva.


Emails como este ou com o mesmo tipo de conteúdo foram divulgados na rede e conseguiu enganar muitos evangélicos e católicos, gerando uma movimentação que criou vínculos com a campanha da então candidata Marina Silva que é evangélica. Vínculo esse do qual fez possível ouvir nos palanques das igrejas coisas do tipo:

Não votem na Dilma. A Dilma é uma ferramenta enviada pelo demônio para prejudicar a família e o povo de Deus.

Digo isso porque presenciei. Não é de se admirar que basicamente os mesmos pastores aterrorizaram os membros de suas igrejas em 2002, semeando a idéia de que o então candidato a presidência Lula seria comunista e fecharia todas as igrejas. Ou seja, pastores que usam palanques para entregarem a pacote fechado os votos dos fiéis para um determinado candidato. Mas não foi só isso; logo arrumaram uma forma de criar um alvoroço sobre o passado da candidata e até forjaram um passaporte onde Dilma seria fichada como terrorista e assaltante de banco, sofrido de amnésia e como consequência, teria esquecido seu passado.

Terrorista e assaltante de banco que sofreu amnésia? Não seja bobo. Investiguem e vão descobrir que não passa de uma farsa. Tirem suas conclusões usando a lógica sem parcialidade e o seu raciocínio de forma inteligente, ligando pontos da atualidade com pontos do passado. Procure se informar sobre a história do Brasil, sobre o histórico dos candidatos e seus feitos, evitando assim ser enganado por emails bobos e folclóricos.
Votem no Serra ou na Dilma por conhecer a história, fatos, projetos e não simplesmente pelo motivo de ter escutado uma lenda. Isso sim é votar consciente
Tecnologia do Blogger.