Tecearia - Por Francisco Neri

Por Franciso Neri

Um breve olhar de relance
E eis por cada canto
O surgir de um encanto
D´ alguém a cantar
Sem medo de errar
A vida presente
Sem medo de ter
O direito de ser
Cidadão consciente

Por todos os lados
Por inúmeras partes
Tecendo a sua arte
Despontam mil mentes
Em franca batalha
Quebrando correntes
Não fazendo caso
Da horda canalha

No vasto coração da cidade
Transborda o espírito da diversidade
Pulsa forte a vida multicultural
No encontro das artes, das tribos e tal

Filhos e filhas de fibra
Que nesta cidade-mãe
Tecem, entrelaçam, fortalecem
Fios de Arte e Cidadania
Cultura e Democracia
Swing e Melodia
Talento e vontade

Força e coragem
Sonhos e encantos
Fé e beleza
No imenso tecido
De uma grande teia
Que une pessoas numa grande ceia
Tecedores da suprema arte – Cidadãos
Da grande poesia da vida – Artesãos

Poetas, cantores e atores
Via música, ou dança
Teatro, grafite
Plantando esperança
Criando poesia ou serigrafia
Somando pra vida de educadores

Dos poucos encontros
Verdadeiras fontes
De conhecimento
Do ser e do estar
No presente mundo
Do sonhar a fundo

Tecendo e Aprendendo
Dançando e Cantando
Pulando e Brincando
Atuando, Informando
Assim se faz arte
Em toda e qualquer parte.

Francisco Neri é Licenciado em Língua Portugesa e educador do Centro de Educação Popular de São Sebastião - CEPSS e toda semana tem uma publicação no blog do Morro Azul
Tecnologia do Blogger.