Moradores reclamam de esgoto a céu aberto em São Sebastião

As casas do Morro Azul não têm rede de esgoto e moradores convivem com mau cheiro e risco de doenças. Administração da cidade prometeu começar obra até dezembro e a Redação Móvel foi conferir.

O esgoto corre a céu aberto perto das casas do Morro Azul, em São Sebastião. “A gente convive com isso há mais de 15 anos. Corre a água da pia, do banheiro. A única água que não vai é a do vaso sanitário porque não tem como, mas o resto vai porque não tem outra alternativa”, conta uma moradora.

Em agosto, a Redação Móvel esteve no local e conversou com o administrador de São Sebastião, Alan Valim. Na época, a promessa foi de que as obras seriam iniciadas em, no máximo, 90 dias. Conforme prometido, as obras foram iniciadas e a rede de esgoto começou a ser implantada, mas o problema está longe de ser resolvido.

“Já tem algumas fossas, foram feitos barrancos na rua porque dentro dos lotes não tem como cavar”, revela a dona de casa Hosana Nascimento.

Segundo Alan Valim, há três anos a administração ainda não sabia se a área onde está sendo feita a obra continuaria a ser habitada. “Os problemas ambientais dificultam a ação governamental. O compromisso não foi cumprido totalmente, mas já está parcialmente cumprido. A primeira etapa já foi concluída, que é a rede interceptora”, explica.

“Nós estamos sofrendo com a água que desce quando chove. Nem carro consegue entrar na rua, até os ônibus passam com dificuldade. Eu queria saber por que não resolveram isso?”, questiona um morador.

De acordo com o administrador, esse problema é do Jardim Botânico III, que é uma obra da Terracap. “A rede e a drenagem pluvial serão concluídas, mas eu não posso garantir uma data porque já furei uma vez. Então, não vou correr esse risco novamente. Seria interessante que alguém da diretoria de Engenharia da Caesb firmasse esse compromisso”, completa.

A Caesb informou que já concluiu duas etapas da obra da rede de esgoto de São Sebastião e que falta apenas a tubulação das casas para o coletor principal, que deve demorar dois meses para ser concluída.

Acompanhe a reportagem

Tecnologia do Blogger.