Depois de suspensão, saem os 126 primeiros beneficiados para o Jadins Mangueiral

Depois de cancelar todos os processos relativos ao Setor Jardins Mangueiral, a Companhia de Desenvolvimento Habitacional do DF (Codhab) divulgou ontem uma lista com os nomes dos 126 primeiros beneficiados. O governo está realizando uma auditoria na documentação dos interessados em participar do programa. O novo bairro, que fica entre São Sebastião e o Setor Jardim Botânico, terá 8 mil imóveis, dos quais cerca de 3 mil foram vendidos. Mas para receber as chaves das casas e dos apartamentos será preciso comprovar os requisitos exigidos pelo programa habitacional do Governo do Distrito Federal (GDF), já que os imóveis são subsidiados.

Os aprovados pela Codhab deverão entrar em contato com o consórcio Jardins Mangueiral, responsável pelas obras do setor. Há um site, um serviço telefônico 0800 e um endereço de atendimento à disposição. Entre os habilitados divulgados no Diário Oficial do DF de ontem está a secretária-executiva Hyathama Pires, 32 anos. A publicação acabou com uma angústia de quase dois anos, já que ela assinou contrato com o Jardins Mangueiral em 2009 e, desde então, espera pela conclusão e pela entrega do imóvel. Hyathama pagou uma entrada de R$ 14 mil por uma casa de dois quartos, que ficou pronta em agosto do ano passado. “Moro de favor com os meus pais e minhas coisas estão todas encaixotadas. Quando o governo decidiu suspender os editais de convocação, fiquei apreensiva, mas agora estou mais aliviada com a publicação do meu nome”, afirma.

A assistente administrativa Simone Paixão, 32 anos, também comemorou a inclusão do nome dela na lista dos primeiros beneficiados. Ela e a família pagaram R$ 25 mil de entrada para garantir uma casa de três quartos no Setor Jardins Mangueiral e todos ficaram preocupados com o cancelamento dos editais de habilitação. “Finalmente, vou poder concluir a assinatura do contrato e realizar o sonho da casa própria. Estávamos com medo, porque colocamos todas as nossas economias no negócio”, justifica Simone, que atualmente mora com o marido e a filha de 6 anos em uma quitinete alugada. A Codhab promete concluir a análise de todos os processos em no máximo 60 dias.

Programe-se
Os habilitados deverão procurar o consórcio Jardins Mangueiral pelo telefone 0800 7761414, pelo site www.agendajm.com.br ou no endereço SCS Quadra 08, Bloco B-60, Sala 114 no prazo de sete dias a contar da data de publicação no Diário Oficial do DF.

Tecnologia do Blogger.