Tecnologia do Blogger.

GDF começa entregar imóveis do Condomínio Jardins Mangueiral

by - terça-feira, julho 12, 2011

Empreendimento visa classe média, com prestações a partir de R$ 550.  Imóveis são financiados pelo Programa Minha Casa, Minha Vida.

Com um ano de atraso, o governo do Distrito Federal começa a entregar a primeira etapa do Condomínio Jardins Mangueiral, em São Sebastião, região administrativa a 26 quilômetros de Brasília. O empreendimento é financiado pelo Programa Minha Casa Minha Vida do governo federal, que pretende entregar oito mil unidades em quatro anos.

O condomínio é para abrigar a classe média, capaz de arcar com prestações mínimas de R$ 550. E as 60 famílias, que já tiveram o financiamento liberado, poderão se mudar nesse fim de semana.

Os apartamentos e casas são entregues no modelo padrão, e têm entre 45 e 68 metros quadrados. Pelo Programa Minha Casa, Minha Vida o imóvel pode ser parcelado em até 25 anos. E o preço do metro quadrado saiu por R$ 2 mil.

De acordo com a Secretaria de Habitação, o déficit habitacional no DF está entre cem e duzentas mil famílias. Segundo o secretário de Habitação, Geraldo Magela, valor dos imóveis no Condomínio Jardins Mangueiral está bem abaixo do inflacionado mercado imobiliário do DF, onde o metro quadrado em Águas Claras, bairro de classe média, por exemplo, alcança R$ 7 mil.

“O programa que nós estamos lançando tem a função de fazer a mediação entre o alto preço do mercado e aquilo que a população quer, que é ter acesso a uma moradia de qualidade, mas com preço acessível”, afirmou o secretário de Habitação.

A obra começou em setembro de 2009, mas sofreu um ano de atraso. O Ministério Público exigiu nova análise no cadastro de interessados para saber se atendiam as exigências do programa que incluem: morar no DF há mais de 5 anos; renda de até 12 salários mínimos e não ter mais de um imóvel no DF.

De acordo com a Companhia de Desenvolvimento Habitacional do Distrito Federal (Codhab), dos 7800 interessados com processos formalizados , 3200 já passaram por análise. Mais de mil desistiram do programa. Outros 800 não se enquadraram no perfil dos beneficiados e 1400 estão habilitados. Dos autorizados, só 200 até agora firmaram contrato com as construtoras.


Como mais de 82% das unidades continuam sem pretendentes habilitados, a Codahb vai abrir recadastramento a partir da próxima semana. “Quem não se inscrever ou se recadastrar vai ficar de fora do benefício. A lista tem validade de um ano. Dentro da lista terá uma classificação e nós vamos chamar por essa ordem. A pessoa não terá opção por empreendimento no momento do cadastramento e, sim, na hora da convocação”, explicou o presidente da Codhab, Edson Monteiro.
Da atual lista, os cadastros de 4.600 inscritos ainda estão sendo analisados. O recadastramento vai da próxima segunda-feira (11) até o dia 12 de agosto. As inscrições devem ser feitas pela internet, no site da Codhab.


Disponivel em: Bom Dia DF

You May Also Like

2 comentários

  1. Fui habilitada tenho renda 3 mil. Mas pago um prestação do carro de R$ 800,00. Sobra de meu salário R$2200,00. Proposta do simulador -Detalhamento- CEF:

    Casa 3 quartos entrada R$44.000,00 onde eu tiro este dinheiro: Não tenho!
    Casa 2 quartos entrada R$ 25.000,00. Não tenho este dinheiro!
    Apartamento 2 quartos entrada R$ 10.500,00. Não tenho este dinheiro!
    Fica a pergunta este programa é realmente do governo. Tenho um carro financiado a primeira proposta solicitada pelo atendente do Jardim Mangueiral para que eu consegui-se o financiamento era tirar o carro do meu nome o custo é R$1.000,00. Sendo que a financeira do carro vai ainda avaliar o financeiro da pessoa que receberá o meu carro. Não posso fazer isto!
    É uma vergonha orientar uma pessoa habilitada pobre desde programa para fazer isto, ou sair com uma carta de pedido de financiamento para ir aos outros bancos para financiar este proposta do Jardim Mangueiral. Será que iria outros bancos fianciar este minha futura casa?
    Por isto que muita gente desistiu do programa. Os outros bancos não estão financiando este projeto do Jardim Mangueiral, estão alegando que é da CEF somente.

    Não tenho dinheiro para dar de entrada em qualquer unidade do jardim Mangueiral mesmo sendo parcelado ou avista como dizem. Sou pobre, mais trabalhadora. Quero receber a minha casa de 3 quartos sem entrada, ou seja entrada ZERO. SE É UM PROGRAMA HABITACIONAL PARA PESSOAS POBRES TEM QUE SER ASSIM!
    Estou desesperada, triste por aguardar vários anos para ter a minha casa própria é ser abandonada por este programa habitacional Jardim Mangueiral. É como dizem as outras pessoas que eu conversei ser obrigada a assinar um termo de desistência. Não vou assinar nada! Vou ao Ministério Publico. sE esta proposta for solicitada para mim. Fica aqui o meu desabafo.

    ResponderExcluir
  2. Isso deveria ser divulgado na imprensa! Uma vergonha exigir entrada de pessoas simples que já pagam aluguéis absurdos nesta cidade.

    ResponderExcluir

Os comentários nos artigos do blog são, sem dúvida, a principal forma de contato entre o visitante e o autor e deve ser sempre um canal aberto. Comente-o.