Moradores de condomínio Residencial Vitória, em São Sebastião, reclamam da falta de saneamento

Na frente das casas corre um rio de sujeira. Sem rede de esgoto, todos têm fossas que já estão transbordando. A administração informou que já tapou os buracos que serviam como criadouros para larvas de insetos.


O Estado é negligente e permite o parcelamento irregular do solo e da atuação de grileiros. Depois vem os problemas e começam as cobranças. Falsos profetas aparecem, mas não parece uma coincidência.  A comunidade, mais uma vez, acompanha de braços cruzados. De um lado as mãos dadas do Governo do Distrito Federal, representado pela Administração Regional  e o outro com os grileiros de terra, na região do Morro da Cruz. Os ventos soam na vontade de se fazer um curral eleitoral para levar mais um parlamentar à Câmara dos Deputados.
Tecnologia do Blogger.