São Sebastião tem a quinta menor renda domiciliar per capita do DF

São Sebastião, muito o que melhorar

A cidade de São Sebastião tem a quinta menor renda domiciliar per capita do Distrito Federal, R$ 501, o equivalente a 0,9 salários mínimos. A informação foi divulgada nesta quinta-feira (06/10), pela Companhia de Planejamento do DF (Codeplan) e faz parte da Pesquisa Distrital por Amostra de Domicílios (Pdad). O estudo também revelou que a maior parte da população trabalha no comércio (25,8%), seguido pelos empregados no serviço doméstico (12,7%) e na construção civil (11,8%). 


O nível de escolaridade dos habitantes de São Sebastião é um ponto negativo, já que 42,7% não chegaram a concluir o ensino fundamental e somente 2,4% têm diploma de curso superior. No entanto, a presidente da Codeplan, Ivelise Longhi, chamou a atenção para o fato de a cidade ter boa infra estrutura, com 98,4% de abastecimento de água e 97,4% de cobertura de esgoto. Além disso, a coleta de lixo abrange 100% das casas. "É um nível bastante alto de qualidade de vida", destacou. 


Boa parte dos moradores — 45,2% — vivem em terrenos localizados em assentamento ou invasões. Um total de 33,9% trabalha na própria cidade de moradia, mas 35,1% têm que buscar emprego no Plano Piloto, e 10,8%, no Lago Sul. As mulheres chefes de domicílio constituem 26,1% da população. Muitos habitantes, 34,3%, utilizam a bicicleta para se locomover. Mas uma parcela alta, 40,3%, já tem renda suficiente para adquirir automóvel. São Sebastião é a décima nona área do DF a ser objeto de estudo da Pdad. A Codeplan está atualizando as informações socioeconômicas disponíveis sobre Brasília e região. O objetivo é que, até o final de 2011, todas as 30 regiões administrativas existentes tenham sido visitadas. Até o trabalho de pesquisa ser iniciado, as informações mais recentes datavam de 2004.


Via Correio Braziliense

Tecnologia do Blogger.