Crueldade contra os bichos é tema do jornal de alunos do CEF – São Bartolomeu, em São Sebastião

Andrei, Eduardo, Patrick Bruno e Igor Pereira, com a professora Maira Schelb: são jornalistas mirins

Os estudantes da sala de habilidades especiais do CEF – São Bartolomeu, em São Sebastião, dão uma lição de amor, respeito e cidadania quando falam sobre a necessidade de se combater a crueldade contra os bichos. Eles pesquisaram muito sobre o assunto.

O grande número de animaizinhos machucados encontrados pelas ruas da cidade alertou esse grupo de alunos de que havia um problema grave na região. Mesmo com poucas páginas, os meninos conseguiram informar as leis que penalizam os agressores, esclarecer alguns mitos, mostrar a triste realidade de cães de rua e sensibilizar o leitor. Andrei de Melo, 13 anos, viu que o projeto muda a maneira de pensar e ver as coisa.

—Venci preconceitos, diz, sobre a elaboração d a edição do jornal.

Na última quinta-feira, para completar a ação educativa começada pelo jornal, a professora Maira Schelb  convidou o grupo de teatro Salvando  vidas  protetores  independentes para se apresentar na escola. Na peça, eles contaram histórias de animais maltratados e abandonados para alertar as crianças do sofrimento que alguns bichinhos passam por causa do homem.

Em edições anteriores, os estudantes discutiram temas importantes como bullying e educação ambiental . Eles perceberam que por meio do informativo podem fazer a diferença, não só dentro da escola, mas também para toda a comunidade. Os quatro meninos, que idealizaram o jornalzinho, frequentavam a sala de recursos do colégio com outros interesses.
— Minha área é exatas, mas expor informações para a sociedade é mais importante. Prefiro  continuar ajudando,  d i z ,  Eduardo Araújo, 14 anos.

A professora Maira Schelb desde o início apoiou o projeto e se surpreendeu com o compromisso que os alunos o encararam. Patrick Bruno de Carvalho e Igor Pereira de Oliveira, ambos 15 anos, gostam de fazer a pesquisa do tema e confessam também aprendem muito com o jornal.

— Existe muita gente que maltrata animais e não sabe que é crime, diz, Igor.
O tema movimentou a escola e mostrou aos "pequenos jornalistas" que estão no caminho certo para fazer o bem para todos que o cercam e para os animais que precisam de ajuda
Tecnologia do Blogger.