Oito pessoas são presas por grilagem de terras em São Sebastião



A pressão da especulação imobiliária crescente em Brasília por causa da grande procura de oferta de lotes para população de baixa renda, fazem com que grileiros aproveitam da boa fé de cidadãos em busca do sonho da casa própria. Em especial a região de São Sebastião onde a demanda de terrenos são maiores e mais fáceis e, também pro sua proximidade com o centro de Brasília, o número crescente da invasões assusta.

O boom imobiliário que ataca nossa cidade nos faz ressaltar a importância da presença do Estado em nossa cidade. Chamar a população para discutir a política habitacional local é de grande valia. Deixar a cidade crescer desordenadamente acaba trazendo as piores pragas que uma cidade em desenvolvimento merece: violência, falta de infraestrutura, falta de escolas, hospitais, etc. Acompanha a notícia do Correio Braziliense do dia 01/03/2012.

Oito pessoas foram presas em São Sebastião por grilagem de terras nesta quinta-feira (1º/3). Pela manhã, quatro homens foram apreendidos por obra irregular, dano ambiental e desmatamento, no Núcleo Rural Aguilhada. Durante a tarde, a Agefis prendeu mais quatro homens, no Morro da Cruz, por desmatamento e parcelamento irregular do solo. Os grileiros foram levados para a 30ª Delegacia de Polícia (São Sebastião) e vão responder por uso de parcelamento irregular do solo e dano ambiental.
Tecnologia do Blogger.