Realidade das Gangues de São Sebastião


Um fato que todos, infelizmente, temos que aceitar é que São Sebastião tem grupos rivais, as famosas gangues. Uma gangue (derivado da palavra inglesa gang) é um grupo de indivíduos que compartilham de uma identidade comum e, na concepção atual, se envolvem em atividades ilegais. Historicamente o termo refere-se tanto à grupos criminosos como grupos de pessoas comuns. Alguns antropólogos acreditam que esta estrutura, a gangue, é uma das formas mais antigas de organização humana.


A nossa cidade infelizmente é manchada por causa destes grupos. Manchada por causa destes grupos? Acho que não. É manchada por esta mídia, por repórters que banalizam alguns casos, alguma criminalidade que acontece e generaliza tudo com a ajuda de informações policiais. São Sebastião não é a única cidade que possuem grupos rivais e que atacam com violência. Temos como exemplo Planaltina, Guará, a própria cidade de Brasília que ninguém relata.

Não estou aqui, usando este espaço, para defender estes atos de violência. Só quero evidenciar que ao fazer uma busca nos principais jornais de Brasília com a referência São Sebastião, tudo o que você vai encontrar em destaque é a violência em nossa cidade. Quem não lembra daquela reportagem sobre a malditas gangues exibidas pelo Profissão Repórter da Rede Globo? Aquilo foi o tiro fatal para que a "fama" de nossa cidade fosse divulgada em todo território nacional.

Ninguém dessa emissora de rádio, tv e jornal vem em nossa cidade cobrar onde está sendo investido o dinheiro da segurança, onde está a melhoria na escola pública, por que o médico não apareceu hoje no posto de saúde ou porque o ônibus não passou. Mas difamar a nossa gente e assustar mais ainda com vídeos de reportagem como essa abaixo é melhor, chama mais atenção, dá ibope.

Sabendo que isso, de fato existe, por que até hoje não melhora a segurança em nossa cidade? Não de opções de diversão com qualidade para nossos jovens? Não melhora o ensino público e combate de os aliciadores que ficam em frente as escolas?

Comunidade ainda há tempo de agir e cobrar dessa mídia capitalista que aqui não impera a violência e que tem sim, pessoas que batalham todos os dias para que isso não aconteça, quem tem pais de família que dão duro para não deixar que essa violência toma conta de suas vidas, que aos poucos, como o raiar do sol em um dia de tempestade, verei esta cidade tomando referência como de fato passou a exigir e agir mais diante de tanto informação desmerecedora.




Tecnologia do Blogger.