Rogério Ulisses depõe no mensalão do DEM


O ex-deputado distrital responde por improbidade administrativa na ação que corre no TJ-DF. Ele é um dos acusados por Durval Barbosa por receber mesada para votar a favor do governo Arruda na CLDF.

O ex-deputado distrital Rogério Ulysses presta depoimento na tarde desta quinta-feira (23/8), na 2ª Vara de Fazenda Pública, sobre o processo de improbidade administrativa a que responde. Por volta das 15h, o ex-deputado começou a responder as perguntas elaboradas pelo Ministério Público. Ulysses é acusado de participar do esquema de corrupção investigado pela Operação Caixa de Pandora, da Polícia Federal, e teve o mandato cassado em 2010 por infidelidade partidária. Por meio de liminar do STF, conseguiu reaver o mandato, mas não se elegeu outra vez.
Ao ser questionado pelo MP, se tinha outras fontes de renda além do salário da Câmara dos Deputados na legislatura passada, Ulysses respondeu que só entrava em sua conta o salário e a verba indenizatória recebida.

O ex-deputado distrital teria recebido o montante de R$ 5.909.820,00, pagos por um sistema de arrecadação e distribuição de valores advindos de esquema de corrupção conhecido como "mensalão do DEM".

Tecnologia do Blogger.