Casa de parto de São Sebastião está prestes a realizar mil nascimentos


A Casa de Parto de São Sebastião é uma opção para gestantes que buscam atendimento humanizado fazendo com que participe ativamente do nascimento do filho. A unidade nasceu em 2009 e já realizou 965 partos. A meta a ser alcançada é realizar 1.000 partos até junho de 2013.
A casa atende apenas mulheres com gravidez de baixo risco, que não passam por procedimentos cirúrgicos ou intervenções médicas para dar à luz. De acordo com Andréia Siqueira Cabral, chefe do Núcleo de Regulação, Controle e Avaliação da Casa de Parto, para serem atendidas no local, as mães precisam ter feito o pré-natal completo de, no mínimo, seis consultas, nunca ter passado por uma cesariana e não apresentar indicativo de gravidez de risco, como pressão alta e sorologia negativa. Caso tenha alguma interferência do protocolo exigido à paciente, ela é encaminhada para o Hospital Regional do Paranoá – HRPA.
O pré-natal é oferecido no posto de saúde de São Sebastião, mas como a casa de parto funciona 24 horas, muitas avaliações são feitas pelas próprias enfermeiras. “As enfermeiras fazem algumas avaliações de recomendações, pois no posto de saúde só é atendido com marcação e muitas mulheres chegam com sangramento ou cólica. Neste caso, elas são aptas a passar às orientações corretas”, explica.
Durante o período de gestação o acompanhamento é feito desde a alimentação correta para a mãe e o bebê, até 24 horas após o nascimento. “O bebê assim que nasce já recebe a primeira vacina e já tem as demais marcadas, é feito o teste do pezinho, orelhinha e coração e a mãe já fica com um retorno marcado para uma segunda avaliação junto de um pediatra”, conta Andréa.
Para as mães que deram a luz na casa de parto, as vantagens são inúmeras, como recuperação acelerada, ambiente confortável e o pai pode ainda participar ativamente do processo. “Os pais podem fazer visita a qualquer horário do dia e acompanhar todo o parto até mesmo como cortar o cordão umbilical do bebê, selando um afeto maior ainda”, conta Andrea.
Para o coordenador de saúde de São Sebastião, Marcus Costa, o parto humanizado é uma opção para as gestantes utilizarem os serviços da casa. “Essa é a procura de uma melhor forma de dar a luz. Dando mais informações sobre o parto natural e humanizado, as famílias procuram nossos serviços”, finaliza o coordenador.
Tecnologia do Blogger.