São Sebastião alcança 67% na Atenção Básica


Regional conta com 14  equipes  multidisciplinares de saúde
A Regional de Saúde de São Sebastião atingiu, em 2012, a cobertura de 67% na Atenção à Saúde. O Programa Saúde da Família (PSF) da regional conta com 14  equipes  multidisciplinares de saúde e atende a população de  Nova Betânia, Morro Azul, Vila Nova I e II, Bosque  I e II, Vila do Boa, Setor Tradicional, Bairro João Cândido, Morro da Cruz, São Bartolomeu , Residencial Vitória e Capão Comprido; além  da invasão Vila Nova e na Vila Olímpica.
A expectativa é que este número aumente com o reforço das equipes no setor, destaca o diretor da Regional de Saúde de São Sebastião, Marcus Costa. A gerente do  Centro de Saúde, Tereza Cristina de Souza Leão, espera “que em 2013 possamos continuar atendendo as necessidades da população do Centro de Saúde de São Sebastião”.
Para o diretor, “o ano de 2012 foi um ano de muitas conquistas, todas voltadas para a qualidade do atendimento prestado à população”. Ele explica que o PSF foi criado para levar a saúde onde está a  população,  “perto de  suas casas”,  para facilitar a vida das pessoas e esvaziar as emergências. Segundo ele, o paciente  pré-triado pelo médico clinico  já vai encaminhado  para consultas de especialidades nos centros de saúde ou hospitais da rede. “Além disso, a equipe é formada por médicos, enfermeiros, clínicos, técnicos de enfermagens  e agentes de saúde”, acrescenta.
Programas
Com atendimento em Saúde Primária  ou Atenção  Básica como é chamada,  a população também é inserida  nos vinte programas oferecidos pelos Centros de Saúde da SES, explica Marcus. Ele cita programas como do idoso, saúde  da criança, da mulher, do adolescente, hipertenso/diabético, tabagismo, tuberculose, DST/AIDs.
“Temos, ainda, o Programa  de Atenção e Atendimento às Vítimas de Violência, Rede Cegonha, Programa da Asma, Hanseníase, Sistema  de Vigilância Alimentar e Nutricional, Programa das Cidades Saudáveis e Sustentáveis, Práticas  Integrativas à Saúde, Posto de coleta de Leite Humano, Bolsa Família, Grupo  de Osteoporose, Saúde do Homem e Grupo de Saúde Mental”, conta o diretor.
De acordo com Marcus Costa, entre todos os benefícios  recebidos  está  a  reforma do prédio do Centro de Saúde com duração de quase um ano e seis meses. “Foram realizados serviços de pintura de paredes e manutenção da rede elétrica e hidráulica, sem nenhum aumento de estrutura física”, aponta. “Outras novidades foram às ampliações e reformas do Posto de Saúde Rural    PSR nº 02 de Nova Betânia, e a reforma da sala de recuperação do sistema prisional (papuda)”, acrescenta Tereza Cristina.
O diretor relaciona outros ganhos na regional:
Permanência  do mesmo quadro  profissional, com exceção de THD e odontólogos lotados recentemente;
Reestruturação do acolhimento aos usuários, bem como da humanização dos servidores;
Capacitação de servidores em vários programas, tais como: atendimento ao paciente asmático,  manejo ao paciente com hanseníase, Sistema de Vigilância Alimentar e Nutricional, Programa Nacional de Humanização, Práticas Integrativas a Saúde, Programa das Cidades Saudáveis e Sustentáveis, Atualização em Curativo, Atualização em Vacinas, Aconselhamento e Teste Rápido de HIV e Sífilis entre outros;
Preparação para implantação do prontuário eletrônico  no Núcleo de Registro, Controle e Avaliação do Centro de Saúde;
Implantação da Rede Cegonha;
Implantação do Núcleo  do Programa de Atenção  e Atendimento às Vitimas de Violência;
Reativação de  todos os programas de Atenção Básica de Saúde;
Reativação  do Posto de Coleta de leite Humano, em convênio com o Corpo de Bombeiros do Distrito  Federal.

Tecnologia do Blogger.