Motoristas de ônibus fazem greve no terminal de São Sebastião, no DF


Cerca de 300 condutores querem depósito de FGTS e melhorias no trabalho
Cerca de 300 motoristas que trabalham em linhas de ônibus do terminal de São Sebastião, no Distrito Federal, fizeram uma paralisação na manhã desta quinta-feira (20). Até as 7h30, nenhum veículo da empresa Rápido Brasília havia saído da garagem.



Os trabalhadores reivindicam FGTS atrasado, reajuste salarial, suspensão do desconto de multas e melhores condições de trabalho. Eles também reclamam da péssima condições dos veículos.

Manifestantes prestam apoio aos motoristas de ônibus que entraram em greve nesta quinta-feira
Tentamos contato com a Rápido Brasília e o Grupo Amaral, proprietário da empresa, mas não conseguiu retorno até a publicação desta reportagem.


Segundo o motorista Jurandir Ribeiro dos Santos, a empresa deveria rodar com 120 ônibus, mas apenas 40 veículos operam a partir do terminal de São Sebastião. "Não temos prazo para acabar com a paralisação. Enquanto não for feito um acordo atendendo as nossas reivindicações nós não vamos vamos sair [da garagem]."
Tecnologia do Blogger.