Caminhão desgovernado bate em ônibus e deixa 4 mortos em São Sebastião



Um caminhão de distribuição de bebidas com problemas no freio provocou a morte de quatro pessoas na avenida principal de São Sebastião, por volta das 10h45 desta quinta-feira (26/3). De acordo com o Corpo de Bombeiros, após perder o controle da direção, o veículo derrubou ao menos quatro postes, bateu em uma van que atropelou dois pedestres. Eles não resistiram aos ferimentos. As outras duas vítimas fatais eram passageiras do caminhão  - os corpos delas ficaram presos às ferragens. 




Após a colisão com a van, o caminhão continuou em movimento e atingiu um ônibus, que bateu em um Siena, e por sua vez atingiu uma Hilux.  Quatro pessoas ficaram feridas: o motorista do caminhão que foi levado  para o Hospital de Base do Distrito Federal (HBDF), com ferimentos graves após ficar presos às ferragens; e o condutor, o cobrador e um passageiro do ônibus, que tiveram escoriações leves e foram levados para o Hospital Regional do Paranoá (HRP).

De acordo com a Companhia Energética de Brasília (CEB), os reparos nos locais de recuperação serão iniciados assim que o local for liberado.  Pelo menos 6.183 unidades consumidoras estão sem energia na cidade. As regiões afetadas pela queda dos postes são: o setor CRO, as quadras 102 a 104, 201, 206, 305, 307, a Avenida Comercial do Setor Tradicional, os bairros Centro, São Bartolomeu, Cerâmicas Nacional, São Paulo e Bom Sucesso.





Outro acidente
Também em São Sebastião, uma colisão entre dois ônibus deixou 12 feridos na DF-140, próximo ao condomínio Alphaville, na noite de terça-feira (25/3). Os bombeiros levaram as vítimas, todas com ferimentos leves, para os hospitais da região.



O trânsito no local estava engarrafado por conta de um acidente anterior, em que um motociclista haviaatropelado uma vaca. O motorista do ônibus da Viação Grande Brasília, que vinha na frente, contou que ficou com medo de não conseguir parar, jogou o veículo para a contramão e então parou. Foi quando o coletivo que vinha atrás, da Anapolina, também fez o mesmo movimento, mas não conseguiu frear e bateu na traseira.


Duas pessoas, em atendimento na ambulância, disseram que o motorista do segundo ônibus pareceu ter perdido o freio. O motorista da Viação Anapolina não quis dar entrevista.

Tecnologia do Blogger.