Parque Vivencial e Urbano do Jardim Botânico é inaugurado. Já em São Sebastião, nada.


O governador de Brasília, Rodrigo Rollemberg, inaugurou o Parque Vivencial e Urbano do Jardim Botânico Etapa 3 na manhã deste domingo (30). São 24 praças, 12 parques infantis, 6 pontos de encontro comunitários (PECs), 2 quadras de esporte e 1 playground. Todos os projetos já tinham sido licitados em gestões anteriores.

Moradores do Jardins Mangueiral, a administradora Keyla Regina de Souza e Silva Dourado, de 40 anos, e o auxiliar administrativo Eduardo Hernandes Dourado, de 39 anos, tornaram-se frequentadores assíduos do parque antes mesmo da inauguração.

O chefe do Executivo local destacou ainda que os investimentos no parque vivencial, que ficaram na ordem de R$ 10 milhões, fazem parte de um conjunto de ações do governo na região, como a iluminação pública da Estada do Sol, a ser instalada em breve.

Também foram construídos mais de 87 mil metros quadrados de calçadas, o equivalente a dez campos de futebol. Implementou-se paisagismo com o plantio de 224 mil metros quadrados de grama e de 662 mudas de plantas nativas do Cerrado, além do projeto de iluminação pública, sinalização de trânsito e endereçamento das quadras.

A festa de inauguração nesta manhã contou com exposição de viaturas do Departamento de Trânsito do DF (Detran-DF) e do Corpo de Bombeiros Militar, feira de artesanato, adoção de animais, palestras sobre educação no trânsito, doação de mudas e plantio de ipês.

Na cerimônia de hoje, Rollemberg observou que a região administrativa também é alvo das ações de regularização fundiária do governo de Brasília, um dos objetivos da política habitacional do DF, o Habita Brasília. “Isso traz tranquilidade e segurança jurídica para os moradores e valoriza o patrimônio do cidadão com a garantia da escritura do imóvel.”


São Sebastião
Ruas que até hoje aguardam asfalto.
Em São Sebastião - DF, o cenário é de abandono total. Há quase 8 anos a cidade não vê uma obra que visa trazer benefícios a comunidade. Muito pelo contrário, só há desmanche das que já existiam. A UPA, o Posto de Saúde, a Delegacia de Polícia, o efetivo do Batalhão da Polícia Militar, entre outros, todos foram transferidos para outras regiões. O resultado foi o aumento alarmante de roubos, homicídios e todo tipo de violência.

O único parque da cidade, o Parque Ecológico do Bosque, encontra-se abandonado e com vários equipamentos destruídos. Os parquinhos infantis, todos precisando de reformas e não tem nenhuma previsão para que isso aconteça. A cidade cresce, mas os investimentos só diminuem. E onde a renda per capta é maior, o investimento é maior, como exemplo do Jardim Botânico 3. Quanta desigualdade provocada pelo próprio governo.

A segurança foi transferida parar outras cidades.

Tecnologia do Blogger.